É a Economia, Estúpido!, Destaque

É A ECONOMIA, ESTÚPIDO! – Os submarinos, os documentos que fogem e o pompoarismo económico

cartões-economiaPOR PEDRO BILTRE-FARFALHO/TCC – Quando a Polícia Judiciária e o Ministério Público chegam ao ridículo de fazer algo como investigar, alguma coisa está muito errada: ou têm uma agenda própria contra quem vive de contrapartidas ou estão com pessoal a mais. Ou ainda, como bons funcionários públicos que são, poderão estar a negligenciar o envio diário de power points com gatinhos, gajas nuas ou até o jogo Mafia Wars.

O que deveriam estar a fazer em vez de investigar era tomar café com jornalistas, receber emolumentos de directores de jornais ou a fazer a Felícia Cabrita. Ah pois, não pode ser só benefícios e alguém tem de espetar o cepo na bruxa de quando em vez.

Já que nenhum governante tem bolas para fazer o necessário, enviei um kit para estimular a economia do país

Já que nenhum governante tem bolas para fazer o necessário, enviei um kit para estimular a economia do país

Anyhoo, eles voltaram à carga com o bexigoso assunto dos submarinos, e eu tive de actuar da única forma que o meu santo pai me ensinou. Contornando a lei como um idoso contorna uma rotunda, em contra-mão.
1. Enviei um envelope para a Procuradoria com uma fotomontagem do Pinto Monteiro a massajar as coxas da procuradora Francisca Van Dunen a óleo de cedro.

2. Depois de contratar formação com a rapaziada do blogue Trinta e Um da Armada, trepei ao edifício do Parlamento, entrei pela janela da Comissão Permanente de Contrapartidas e desviei os contratos dos submarinos, os das contrapartidas e umas fotos da Teresa Caeiro montada em algo com forma e cor idênticas ao material naval adquirido mas alimentado a pilhas de 9 volts. Isto tudo enquanto mascarado de Chewbacca.

3. Passei informações à imprensa sobre os projectos das barracas forradas a mosaico assinados pelo senhor com nome de filósofo, isto para desviar as atenções. Depois de me anestesiar com meia garrafa de João Daniel, fui ter com a Felícia Cabrita e lavei-lhe a carpete com a língua como se não houvesse amanhã. Nada que uma esfrega posterior com creolina não desinfecte.

Com estas medidas penso que a honra daqueles que vivem das contrapartidas por via de contratos com o Estado estará a salvo, assim como a protecção naval militar à nossa costa, a três bacalhaus e um cardume de chaputas.

Para além disso, não esqueçamos que pode existir a hipótese, embora admita como tão remota como a Rita Pereira ganhar um Óscar, da compra destes dois dildos gigantes com periscópio de tecto de abrir ser benéfica para a economia portuguesa. Mas enquanto estes não chegam o melhor é o Teixeirinha fazer três coisas: inscrever a economia no Pilates para tirar uns quilitos ao Estado, mandá-la fazer um brushing aos senhores do FMI e praticar o pompoarismo económico, já que a economia está mais relaxada do que uma menina do Técnico.
É a Economia, sodomizados do PEC.

Standard

0 thoughts on “É A ECONOMIA, ESTÚPIDO! – Os submarinos, os documentos que fogem e o pompoarismo económico

  1. Pingback: Algo está podre no reino d’O Indesmentível | O Indesmentível

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s